Desenvolvendo o Casarão

A trajetória do projeto de longa-metragem de ficção "Casarão" (ex- "As Mãos") nos mostra mais uma vez que fazer filmes é também resultado de um trabalho coordenado que envolve muita paciência, resistência, dedicação e paixão. E que o processo de desenvolvimento é uma grande escola. Nossa primeira coprodução internacional nasce de um processo iniciado em 2015 com a contratação de sua proposta inicial no Prêmio Catarinense de Cinema Edição 2013/2014, que viabilizou a pesquisa/estruturação e a escritura do primeiro tratamento do roteiro pela Novelo Maria Augusta V. Nunes. Até chegarmos nas filmagens ainda temos um caminho a percorrer, mas queremos aqui registrar e agradecer aos parceiros as conquistas realizadas até o momento!

Em 2015 fizemos nossa primeira ida à Irineópolis/SC para visitar o Casarão Domit (também personagem e cenário do filme) hoje museu histórico minuciosamente conservado sob os cuidados de seu mantenedor Roberto Domit, nosso primeiro e grande parceiro no projeto. Na ocasião também contamos com a acolhida da dona da Pousada Águas de Valões (onde nos hospedamos) e querida anfitriã, Lea Luiza, que nos recebeu com pacotinhos de biscoitos caseiros (e virou post aqui no Blog na época). Ainda no mesmo ano a Novelo Ana Paula Mendes, produtora e produtora executiva do projeto, esteve em Buenos Aires participando das mesas de negócios do MICA 2015 (mais uma vez gracias Maxi Dubois, coordenador do setor audiovisual do MICA pela oportunidade!) e lá tomou conhecimento do trabalho do Cine Fertil, organização especializada na promoção, difusão e intercâmbio entre os cinemas Árabe e Latino Americano. Ao enxergar ali uma oportunidade de internacionalizar o projeto, entrou em contato com Edgardo Bechara e Christian Mouroux – que ainda não sabiam! – mas viriam a se tornar nossos produtores associados e parceiros fundamentais da caminhada. 

 

2016 foi um ano muito especial para o projeto: a Novelo e diretora Cíntia Domit Bittar passou a dividir a escrita do roteiro e em novembro junto com a Ana participaram do Plataforma:LAB em Porto Alegre, onde tiveram a oportunidade de discutir o projeto com os demais realizadores presentes e um time maravilhoso de tutores que contou com Ana Luiza Azevedo, Constanza Sanz Palácios, Erick Gonzalez, Martin Hampel, Felipe Bragança, Rafael Mesquita e Paulo Roberto de Carvalho. Agradecemos à todos que fizeram parte do Plataforma:LAB nesse ano, pois o Casarão saiu revitalizado dessa experiência! Logo em seguida a Cíntia representou o projeto no Pitching do Primeiro Fórum de Coprodução Latino-Árabe no Festival Mar del Plata, onde ele foi premiado na categoria “LatinArab Pitch Ficção”, selando a produção associada com a Cine Fértil e a coprodução com a argentina Haddock Films de Vanessa Ragone. Que momento! (agradecemos novamente ao MRE/DAV na pessoa de José Roberto Rocha Filho e sua equipe, pelo empenho no apoio à participação de nosso projeto no Primeiro Fórum de Coprodução Latino-Árabe).

 
casarao mardel.png

"Por su potencia social, narrativa y cinematográfica para cristalizar
el conflicto de dos mujeres, madre e hija, que se debaten en la tensión
entre tradición y ruptura en un entorno patriarcal, Haddock Films otorga el Premio al Mejor Pitch de Ficción del Foro de Coproducción Latino Arabe a CASERÓN de Cíntia Domit Bittar." - Vanessa Ragone, Haddock Films.

Em 2017, com o projeto mais trabalhado e reorientado para uma perspectiva internacional, tivemos a notícia da sua seleção no Programa Ibermedia, onde aplicamos na categoria desenvolvimento para viabilizar novo tratamento de roteiro e aprofundamento de pesquisas, buscando potencializar a história que queremos ver impressa na tela! Também tivemos a seleção do projeto no Edital Binacional Brasil/Argentina, o que nos deixa um pouco mais perto da realização! O ano ainda marcou a entrada da Vitrine Filmes no projeto, deixando nosso time dos sonhos ainda mais fantástico!

 
Equipe reunida no Ventana Sur 2017, onde a Novelo esteve presente com o apoio do Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais da ANCINE. Esq. p/ dir.: Ana Paula Mendes (Novelo, Produtora), Edgardo Bechara El Khoury (Cine Fértil, Produtor Associado), Christian Mouroux (Cine Fértil, Produtor Associado), Mariana Bomba (Haddock Films, Co-Produtora), Vanessa Ragone (Haddock Films, Co-Produtora) e Cíntia Domit Bittar (Novelo, Diretora). 

Equipe reunida no Ventana Sur 2017, onde a Novelo esteve presente com o apoio do Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais da ANCINE. Esq. p/ dir.: Ana Paula Mendes (Novelo, Produtora), Edgardo Bechara El Khoury (Cine Fértil, Produtor Associado), Christian Mouroux (Cine Fértil, Produtor Associado), Mariana Bomba (Haddock Films, Co-Produtora), Vanessa Ragone (Haddock Films, Co-Produtora) e Cíntia Domit Bittar (Novelo, Diretora). 

 

2018 nos reserva muitos desafios na trajetória de viabilizar o filme, mas estamos confiantes e fortalecidas! Entendendo cada vez mais a importância das coproduções internacionais como forma de potencializar e descentralizar o mercado e contribuir para a sustentabilidade da atividade cinematográfica em nossa região. Ampliando possibilidades de execução, de multiplicidade de olhares e narrativas, de alcance e telas possíveis!

Bora!! Adelante!! Yalla!!

--

CASARÃO é um projeto de longa-metragem de ficção que se passa nos anos 50, em uma pequena cidade do interior de Santa Catarina, Brasil. O filme narra a história da imigrante libanesa Salma (50) e sua filha Nadja (35), duas mulheres que precisam enfrentar a sociedade patriarcal e repressora em que vivem. Acompanhamos sua trajetória a partir do falecimento de Hemir (55), o patriarca da família, e do retorno de Nadja após dois anos de ausência. O reencontro entre mãe e filha é permeado de conflitos devido suas diferenças de personalidade e modo de encarar as adversidades impostas pela vida. Mas quando elas descobrem que Hemir havia perdido tudo e deixado uma dívida com o violento e possessivo Giovani (40), ex-marido de Nadja, as coisas mudam entre elas. Nadja encontrará na mãe uma coragem e uma força insuspeitada e juntas elas farão de tudo para saldar a dívida e conquistar a liberdade.

Fotos do Casarão Domit por Cíntia Domit Bittar e Marx Varmelatti:

Novelo FilmesComment